Visitar Lisboa a partir do Terminal de Cruzeiros: Os melhores passeios em Lisboa e descobrir Alfama

Cheguei a Lisboa a bordo de um barco de cruzeiro e passei meio dia a explorar a cidade, este artigo fala sobre a minha experiênica desde a chegada ao Terminal de Cruzeiros de Santa Apolónia, o que fiz e o que vi durante o tempo de desembarque na cidade. Descubra quais são o melhores passeios em Lisboa  e qual é a melhor opção se tem pouco tempo para visitar a cidade. Um dia de sightseeing por Lisboa não é suficiente para ver a cidade pois existem muitos monumentos, muita história para descobrir e muito sitíos encantadores mas para um dia penso que fiz um bom trabalho a explorar a área de Alfama.

Tudo começou perto das 09h no Terminal de Cruzeiros de Santa Apolónia, um dos principais terminais de cruzeiros de Lisboa e deixei o barco de cruzeiro com o habitual a minha carteira e uma camâra fotográfica, pronto para passar um bom bocado na cidade.

Tenho que admitir os primeiros minutos foram um caos, centenas de passageiros a deixar o barco e à porta do Terminal de Cruzeiros mais um batalhão de pessoas que tentavam vender a habitual animação turística, como circuitos de sightseeing em autocarros “hop on hop off”, “tuk-tuks”, condutores privados, excursões…mas, para um dia gastar dinheiro para passar tanto tempo mas filas destes autocarros era algo que não me convenceu.

Olhei à minha volta em busca de algo que fosse de encontro as minhas necessidades, algo diferente do que o turísticas normalmente faz, e encontrei! Caravel on Wheels, um pequeno autocarro de sightseeing em que a paragem ficava mesmo ali no Terminal de Cruzeiros de Santa Apolónia, a experiência a bordo incluí-a um tour completo pela cidade de Lisboa com a duração de 1h45m. O pequeno autocarro levaria-me até ao centro da cidade passando pelos bairros históricos da cidade como a Mouraria, Alfama, Baixa, Príncipe Real, Rato, Estrela até ao grande “exlibris” Belém. 

Mas este conceito não fica por aqui, este autocarro é muito diferente do que alguma vez tinha experimentado, para além do autocarro ter a forma de uma caravela, barco usado na época dos descobrimentos pelos portugueses, tem ainda instalado no seu lugar um tablet em que a sua missão é mostrar pequenos vídeos históricos sobre os locais e monumentos da cidade.

Senti-me um verdadeiro navegador, navegando ao sabor da história de Portugal, embalado pelos vídeos que me transportaram para outra dimensão. Adorei também a playlist que se ouve “a bordo” um arranjo de fados e outras músicas tradicionais portuguesas.

A equipa é maravilhosa e muito prestável, para entrar não houve filas ou uma quantidade enorme de turístas que por vezes tornam as experiências mais stressantes. E o preço? O mesmo que o passeio “hop on hop off” normal, mas com a Caravel on Wheels tive uma experiência diferente, tirei óptimas fotografias e descobri segredos que nunca imaginaria saber sobre Lisboa.

Depois do passeio a caravela deixa-nos de novo no terminal de cruzeiros, onde cheguei por volta do meio dia, contado já com uma experiência completa com a bordo da Caravel on Wheels. Este é sem dúvida o melhor passeio por Lisboa para quem só tem um dia para visitar a cidade. Ainda tinha tempo para me pôr a caminho e começar em Santa Apolónia a explorar uma das 7 colinas de Lisboa.

Segui pela beira do rio Tejo, e encontrei o Largo de Alfama e o Museu do Fado, dali vi duas torres de uma igreja e decidi seguir pelas ruas na sua direcção. Encontrei-me no meio de Alfama e por entre as ruas vi as pequenas casas tão próximas e tão diferentes uma das outras até que encontrei a igreja de S.Miguel, uma das poucas igrejas que sobreviveu ao terramoto de 1755.

Por detrás desta igreja estão as escadinhas de São Miguel! Ali ergue-se durante todo os mês de Junho, nas festas da cidade em honra de Santo António, o arraial mais visitado da cidade.

Lisboa tem várias colinas e os elevadores que vão de um ponto mais baixo para um ponto mais alto da cidade são muito comuns, um desses elevadores é o de Santa Lúzia que vai da zona mais baixa de Alfama até às Portas do Sol.

Pressionei o butão do último andas e aterrei num bonito miradouro, no pátio deste miradouro de Santa Lúzia são visíveis os tradicionais azuleijos azuis que caracterizam a cidade. A partir deste ponto podemos descer e ver a Sé ou continuar a subir até ao próximo miradouro. Mas por entre estes dois miradouros pode visitar uma pequena joía da arte urbana, duas paredes pintadas pelo artista Nuno Saraiva, localizadas no arco da Rua Noberto de Araújo denominadas de “História de Lisboa”.

Parei no restaurante do miradouro das Portas do Sol e bebi a tradicional “bica”, um café expresso bem ao estilo português, enquanto saboreei junto com vista para o bairro de alfama e para o rio Tejo.

Agora a última súbida que me levou ao meu destino final! O caminho pedestre que vai até ao Castelo de S.Jorge, por entre os edíficios encontrei um pequeno e estreito conjunto de escadas subi até que encontrei a entrada da muralha do castelo, entrando nas muralhas comprei o meu bilhete para umas das mais belas vista de Lisboa. O bilhete deste monumento custa 8,5€ e vale muito a pena a sua aquisição. Terreiro do Paço, Baixa, Convento do Carmo, Rossio, Martim Moniz, a ponte 25 de Abril, até a estátua do Cristo Rei na outra margem do Tejo, tudo na mesma vista.

Depois da minha visita ao castelo desci de regresso às portas so Sol, mas as descobertas não tinham ainda terminado… na rua de S.Mamede, perto da Rua da Sudade, encontrei restígios da civilização de “Olissipo”. As Ruínas do Teatro Romano estão logo ali, abertas ao público, por detrás de uma parede com mil caras…

Acabei a minha jornada descendo até à Baixa, obra de reconstrução perfeita pensada por Marquês de Pombal onde todas as suas ruas paralelas vão dar ao Terreiro do paço, a maior praça que já vi logo ali na margem do rio Tejo.

E ali acabou o meu dia em Lisboa! Na memória levei a história de um corajoso e pequeno país e compreende porque é Lisboa uma das cidades mais cidades de momento, mas também levo a certeza que Lisboa nunca ficará fora de moda.

Se está a pensar visitar Lisboa a bordo de um cruzeiro, marque o seu passeio na Caravel on Wheels!


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *